O novo filme de Star Trek promete resolver esse mistério sobre os uniformes da Frota Estelar.

0
7
star trek


O desaparecimento das Tartarugas pode ser respondido em Star Trek: Episódio 31.

Investigando o vasto universo de Star Trek, uma pergunta tem girado na mente dos fãs há anos, tão misteriosa quanto os confins do espaço: o que são as tartarugas nos uniformes da Frota Estelar? Icônico em estilo e significado, o traje desapareceu sem deixar rastros, deixando os fãs se perguntando sobre seu destino. Mas como uma estrela cadente em uma noite gigante, o próximo filme de Star Trek, Episódio 31, promete iluminar esse mistério com o tão esperado reaparecimento de um personagem lendário da saga.

Desde que o USS Enterprise-C apareceu em “Yesterday’s Enterprise”, um episódio de Star Trek: The Next Generation (TNG) que nos levou de volta no tempo até a década de 2340, os fãs especularam sobre o processo de moda na Frota Estelar. A personagem de Kacey Rohl, interpretando a jovem capitã Rachel Garrett, junto com Michelle Yeoh como a Imperatriz Philip Giorgio, sugerem que o episódio 31 poderia ser ambientado entre o ano de 2293 e o início de Star Trek VI: The Undiscovered Country. do TNG em 2364 DC.

Jornada nas Estrelas

Conhecida por ser o lar de qualquer casa no estilo “Monster Mórmon” de longa data na história da franquia, esta época é notável por sua jaqueta de lã vermelha distinta e sua gola alta prática, porém misteriosa.

Evolução do ícone

Vistos pela primeira vez em Star Trek II: The Wrath of Khan em 2285, os uniformes “Monster Marion” datam do início de TNG na década de 2360. O design foi preservado ao longo das décadas, com insígnias nas mangas e seções marcadas com alças coloridas. No entanto, a variante sem gola alta introduzida no uniforme da USS Enterprise-C levanta a questão: há quanto tempo essas golas desapareceram dos uniformes da Frota Estelar?

Jornada nas EstrelasJornada nas Estrelas

Dependendo da linha do tempo exata em que o episódio 31 se passa, a série tem potencial para desvendar o mistério das tartarugas misteriosamente desaparecidas. Esta mudança pode ser devido a uma Frota Estelar mais militarizada optando por uma versão mais simplificada do uniforme “Monster Marmon”, semelhante à realidade alternativa apresentada em “Yesterday’s Enterprise”. Mas isso não explica a ausência de Turlink nos flashbacks da Prime Timeline como Capitão Jean-Luc Picard em TNG, ou sua presença no futuro agressor alternativo do Capitão Christopher Pike em Star Trek: Strange New Worlds.

Mudança de razão?

Explorando ainda mais, variações dos uniformes “Monster Marion” desenhados por Robert Blackman para a TNG sugerem uma evolução na Era Perdida. Do “Middle Maroon”, sem gola alta mas com camisa sem gola em 2327, ao “Mini Maroon”, em 2344, essas mudanças nos levam a pensar que existem razões internas para essa mudança no universo Star Trek.

Jornada nas EstrelasJornada nas Estrelas

É importante notar que, embora os uniformes mudem rapidamente em outras épocas de Star Trek, “Monster Marmon” já dura mais de 80 anos. Este fenómeno é ainda mais notável quando se considera que os designs dos uniformes da Frota Estelar eram constantemente adaptados e melhorados, reflectindo as diversas necessidades e estéticas do seu tempo. O próximo filme do Episódio 31 não só tem a oportunidade de lançar luz sobre este aspecto único da história da Frota Estelar, mas também de explorar ainda mais a rica tapeçaria cultural e temporal de Star Trek.

Com Star Trek: The Next Generation e Episódio 31 programados para lançamento na Paramount +, os fãs estão ansiosos, esperando por respostas para perguntas antigas através do tempo e do espaço. Será que finalmente descobriremos o destino dos Elks nos uniformes da Frota Estelar? Só o tempo e talvez o próximo capítulo desta saga intergaláctica dirão.