10 vilões incríveis que o Quarteto Fantástico não recebeu punição suficiente

0
32
Villanos


No mundo dos super-heróis, a ciência e a compaixão às vezes vêm antes da justiça. Descubra como o Quarteto Fantástico lida com alguns de seus vilões mais terríveis com luvas de pelica.

Começamos nossa aventura com Kang, um conquistador que é um viajante do tempo e descendente de Richard. Apesar da incrível tecnologia de Kang, o Quarteto Fantástico, com sua engenhosidade científica, poderia tê-lo detido para sempre. Mas por que não o fizeram? Talvez, no fundo, eles sentissem alguma ligação com esse vilão enigmático.

Aniquilador, Galactus, Homem Toupeira, Hulk, Kang, o Conquistador, Máximo, o Louco, Namor, Super-Skrull, Terax, o Domador

Um relacionamento complexo

Nathaniel Richards, superado por Kang, estreou em The Avengers #8 (setembro de 1964). A relação de Kang com o Quarteto Fantástico é complicada, pois ele provavelmente é descendente de Reed Richards, e se abstém de eliminar a equipe para evitar arruinar sua própria existência. O Quarteto Fantástico, por sua vez, também foi cauteloso no tratamento de Kang, mostrando uma gentileza inesperada para com quem poderia ser seu futuro filho.

Um inimigo imprevisível

Terrax the Tamer ou Tyros é outro exemplo dessa tendência. Aparecendo pela primeira vez em Quarteto Fantástico #211 (outubro de 1979), este Arauto de Galactus tem a habilidade de manipular rochas e pedras, dotado da Força Cósmica. Apesar de sua força, o Quarteto Fantástico, especialmente o Sr. Fantástico, conseguiu encontrar uma maneira de destronar Terax. Mas eles escolheram uma estratégia mais branda.

Um vilão que merece misericórdia

Em Quarteto Fantástico #1 (novembro de 1961), encontramos o Toupeira Harvey Rupert, o Velho. O primeiro vilão que o Quarteto Fantástico enfrentou foi, no fundo, um homem normal e ferido em busca de vingança contra o mundo que o ofendeu. A simpatia do Quarteto Fantástico por ele era evidente, pois escolheram uma abordagem compassiva, em vez de uma disciplina severa.

Um inimigo que pode ser derrotado

O Hulk, embora muitas vezes considerado um super-herói, teve sua participação no Quarteto Fantástico. Introduzido em The Incredible Hulk #1 (maio de 1962), o Hulk provou ser um adversário formidável, mas a Mulher Invisível, com suas habilidades únicas, poderia facilmente derrotá-lo. Porém, a equipe optou por não usar todo o seu poder contra ele.

Aniquilador, Galactus, Homem Toupeira, Hulk, Kang, o Conquistador, Máximo, o Louco, Namor, Super-Skrull, Terax, o DomadorAniquilador, Galactus, Homem Toupeira, Hulk, Kang, o Conquistador, Máximo, o Louco, Namor, Super-Skrull, Terax, o Domador

Um certo soldado

O superskrull Kl’rt apareceu pela primeira vez em Quarteto Fantástico #18 (setembro de 1963). Embora possua os poderes do Quarteto Fantástico, sua falta de astúcia e estratégia o torna menos perigoso. Mais uma vez, o Quarteto Fantástico recuou, oferecendo uma resistência medida diante de um inimigo facilmente derrotado.

Um inimigo corrupto

Annihilus, apresentado em Fantastic Four Annual #6 (novembro de 1968), é outro exemplo importante. Este vilão da Zona Negativa, empunhando uma barra de controle cósmico, poderia ter sido neutralizado pelo Quarteto Fantástico, especialmente pelo Sr. No entanto, eles optaram por não fazer o que podiam, permitindo que o Aniquilador continuasse sua destruição.

Teste intocado

Galactus, apresentado em Quarteto Fantástico #48 (março de 1966), representa uma ameaça em escala cósmica. Embora o Quarteto Fantástico o tenha enfrentado com sucesso em várias ocasiões, eles nunca foram capazes de fazê-lo, apesar de sua capacidade.

Rei do Atlântico

Submarino Namor, associado pela primeira vez ao Quarteto Fantástico na Marvel Comics #1 (outubro de 1939) de alguma forma, notadamente pela Mulher Invisível. A tensão romântica entre Namor e a Mulher Invisível provavelmente influenciou a decisão da equipe de não ir até o fim.

Uma tragédia pessoal

Maddy Maximus, apresentada em Quarteto Fantástico #47 (fevereiro de 1966), é uma personagem trágica enlouquecida pela voz de seu irmão Raio Negro. Percebendo essa tragédia, o Quarteto Fantástico optou por ter mais simpatia por ele.

Aniquilador, Galactus, Homem Toupeira, Hulk, Kang, o Conquistador, Máximo, o Louco, Namor, Super-Skrull, Terax, o DomadorAniquilador, Galactus, Homem Toupeira, Hulk, Kang, o Conquistador, Máximo, o Louco, Namor, Super-Skrull, Terax, o Domador

Um rival complexo

Finalmente, Dr. Doom, que apareceu pela primeira vez em The Fantastic Four #5 (julho de 1962), tem um relacionamento complicado com o Quarteto Fantástico, particularmente Reed Richards. Embora fossem inimigos, houve momentos de cooperação e compreensão mútua, o que levou a comportamentos menos violentos entre eles.

Uma família exemplar

A história do Quarteto Fantástico é uma mistura incrível de ação, ciência e empatia. Sua abordagem humana para com seus inimigos mostra uma profunda compreensão da dualidade entre herói e vilão. Nas suas batalhas e dilemas morais, ensinam-nos que a verdadeira força reside não apenas na força física, mas no conhecimento, na compaixão e na capacidade de ver além do conflito. Esses personagens icônicos continuam a inspirar gerações de fãs, lembrando-nos que no coração de cada herói existe uma alma nobre lutando por um mundo melhor.