Home Críticas em quadrinhos Avaliação humana 1

Avaliação humana 1

0
Avaliação humana 1


Antonio Segura e José Ortiz são os responsáveis ​​por Hombre, uma história revolucionária que mistura western e ficção científica, e agora a ECC Ediciones publica uma nova edição desta lendária obra de banda desenhada espanhola.

Além de premiar grandes clássicos estrangeiros dos quadrinhos com edições de luxo, é interessante perceber como esse tratamento é cada vez mais recebido pelas obras nacionais. Hombre, obra de Antonio Segura e José Ortiz, é uma história em quadrinhos nacional que representou a revolução do início dos anos 1980 e agora está reunida em dois volumes em um novo grande formato. O primeiro deles foi publicado recentemente pela ECC Ediciones.

Edições ECC

Ficção científica apocalíptica com toque ocidental

Hoje, infelizmente, o medo nuclear foi reavivado na guerra no Leste, mas durante os anos da Guerra Fria entre os americanos e os soviéticos, foi possível falar mais sobre terrorismo devido à sua elevada probabilidade naquela época. Como você sabe, foi uma catástrofe que destruiu a civilização. A ficção científica, reflectindo as ansiedades da sociedade, repetiu este cenário milhares de vezes, embora nem sempre com precisão. Felizmente, Hombre é um dos que acertou.

A situação imaginada foi vista em muitos casos: num passado recente, um desastre ambiental (causado por um conjunto de circunstâncias, hoje cada uma delas está terrivelmente próxima) destruiu o planeta e eliminou a raça humana durante centenas de anos. , tecnológica e socialmente. Vamos imaginar o mundo de Mad Max, mas com menos carros e mais armas, mais cavalos, mais carroças e mais bares.

Tal como no lendário Velho Oeste, a lei do fim prevalece agora e apenas aqueles dispostos a apostar contra si próprios sobreviverão. Nosso personagem principal, o homem sem nome (como o personagem de Clint Eastwood nos spaghetti westerns de Sergio Leone) encarna a visão mais pessimista, cruel e desesperançada que se pode ter da sociedade em que vivemos e que ele liderará. Um enredo que conduz o leitor por situações, cada uma mais aterrorizantes do ponto de vista sociológico.

Edições ECCEdições ECC

Um gosto espanhol pela história que ultrapassa fronteiras

Entre 1981 e 1994, esta série foi publicada nas revistas Simok e KO Comics. Ele prediz acontecimentos que estão mais próximos de nós (ou que enfrentamos) hoje, tais como guerras devido à fome, escalada militar no Médio Oriente, crises de mercadorias, o surgimento de grandes epidemias ou o controlo fascista dos meios de comunicação social. , e tudo em um nível apocalíptico. Era uma moda e os responsáveis ​​pela Hombre chegaram na hora certa com ideias claras e o conhecimento necessário para desenvolvê-las.

O roteirista Antonio Segura logo se tornou um jovem escritor inexperiente e com uma ampla gama de ideias, misturando constantemente ficção científica com outros gêneros que não pareciam apropriados até que ele pôs as mãos nele. Entre suas bibliografias, este título foi sem dúvida o mais elogiado ao longo dos anos, mas vale destacar que trabalhou profissionalmente nos últimos anos para a editora italiana Bonelli (onde se reuniu com Ortiz). No meio, e novamente estamos falando do Ocidente, mas desta vez com um tom mais familiar: Tex.

Quanto ao departamento gráfico, Hombre aqui tem pouco a invejar de outros grandes clássicos dos quadrinhos europeus da época. O cartunista valenciano José Ortiz consegue nos transportar para esta dura realidade; Acrescenta uma atmosfera opressiva, brutal e podre à história do velho oeste empoeirado.

Edições ECCEdições ECC

Ortiz chega à Hombre com uma extensa obra e se destaca como um artista versátil. Seu trabalho com Joseph Tutain o levou a colaborar com publicações de sucesso como Creepy, Vampirella ou Erie para Warren Publishing, mais tarde com contos como Tarzan e 2000 AD.

A combinação destes dois talentos resultaria num corpo de trabalho que influenciaria muitos dos seus trabalhos posteriores, uma exploração mais profunda da própria essência daquilo que nos torna humanos. Hombre é tão maravilhoso quanto áspero e ofensivo, uma daquelas experiências que podem ser apreciadas do ponto de vista artístico mas podem deixar o leitor com um gosto ruim na boca, o mesmo acontece às vezes, por exemplo, em alguns dos obras de Cormac McCarthy. Seja o que for, o que é indiscutível é que esta é a engraçada história da Espanha.

Este volume é apresentado em formato de cartolina, contém 304 páginas em preto e branco e inclui a primeira metade da primeira obra, além de um prefácio escrito por Paco Rocca. A qualidade do papel utilizado e o cuidado com que as cores de Ortiz foram restauradas fazem desta edição um produto essencial para quem gostou desta obra na época. Tem um preço de venda recomendado de 45€ e estará à venda em janeiro de 2024.

HomemHomem

Pessoa 1

Um vale-presente para adquirir um exemplar da primeira edição em uma livraria especializada. Peças limitadas. Consulte disponibilidade na loja.

Num planeta devastado por uma série de desastres naturais, conflitos bélicos e crises de poder, um homem luta para sobreviver ao colapso da sociedade civilizada.

Originalmente serializado nas revistas de quadrinhos Simok e Keo entre 1981 e 1994, Hombre tornou-se uma das sagas mais memoráveis ​​da história dos quadrinhos nacionais graças ao talento de Antonio Segura e José Ortiz. Um romance que parece mais profético do que distópico com o passar dos anos por uma equipe criativa que propõe uma combinação irresistível de Ocidente e ciência.

Esta edição de dois volumes permite aos leitores desfrutar deste clássico como nunca antes. Adaptado das páginas originais de Ortiz, restauradas para a ocasião, inclui toda a saga, uma história nunca antes publicada, ilustrações e esboços nunca antes publicados e um prefácio de Paco Rocca e Alfonso Font.

Autores: Antonio Segura e José Ortiz

0:00
0:00